Notícias

Home / Notícias / Siprocimg reúne especialistas para abordar Atual visão sobre a construção civil

Foto: Sebastião Jacinto Júnior/FIEMG
Siprocimg reúne especialistas para abordar Atual visão sobre a construção civil

Fonte: FIEMG

Considerada atividade essencial, a construção civil está entre os setores econômicos que não pararam um dia sequer ao longo da pandemia de Covid-19, chegando ao final de 2020 com geração de vagas positiva. Informações com esse nível de crescimento permearam o evento “Atual visão sobre a construção civil”, realizado pelo Sindicato das Indústrias de Produção de Cimento do Estado de Minas Gerais (Siprocimg), nesta quarta-feira (17/11), na sede da FIEMG. 

Atualmente, o setor mantém quase 2,5 milhões de trabalhadores com carteira assinada no país, segundo o presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil do estado (Sinduscon-MG), Renato Michel, representante de uma das entidades participantes do evento. “No caso da construção predial, as vendas melhoraram e há vários lançamentos previstos. A família brasileira ressignificou a casa, único lugar em que você tira a máscara com tranquilidade”, ponderou Michel. 

O presidente do Siprocimg, Lúcio Silva, evidenciou essa mesma tendência, de fortalecimento da construção civil neste momento, e celebrou a importância da retomada de reuniões presenciais, depois de meses de sucessivas reuniões virtuais. 

Patrícia Hauck, gestora da Strutturare Revestimentos Especiais, considerou que essa ressignificação do morar constatada atualmente trouxe para o setor uma preocupação de criar alternativas mais acolhedoras, mais sustentáveis. 

Entre os palestrantes, Henrique Coimbra, diretor do ABC da Construção, e Manu Penholatti, franqueada da marca, salientaram o trabalho voltado para evitar que o cliente tenha qualquer tipo de dor de cabeça. Nesse sentido, concordaram ambos, a rede mineira surgida em Juiz de Fora, hoje um dos maiores grupos de acabamentos do país atende a mais de 600 municípios em Minas, no Rio de Janeiro e em São Paulo e está em processo de expansão para o Espírito Santo. 

“Como trabalhamos com o modelo de franquias, expandimos muito rápido”, frisou Coimbra, revelando que o ABC da Construção já dispõe de mais de 60 lojas, que fazem a chamada venda de engenharia, usando o canal corporativo, capaz de oferecer preços melhores a quem constrói. 

As lojas, detalhou Manu Penholatti, funcionam como show-room e garantem a entrega dos produtos nelas escolhidos em até 48 horas, por usarem uma plataforma digital com visualização de estoque do CD (centro de distribuição) e da fábrica do ABC da Construção.

Construções saudáveis

Outra palestrante do evento do Siprocimg, a arquiteta e bióloga da construção Marcela Machado ressaltou que a saudabilidade é uma evolução da sustentabilidade. Segundo ela, há uma tendência crescente de que o foco seja de investir em construções saudáveis. “Ao longo da história, a preocupação com o bem-estar vem impactando a construção civil. As pessoas vêm passando cada vez mais tempo dentro de casa e se pode evitar uma série de doenças tomando determinados cuidados ao construir”, alertou. 

Marcela Machado revelou que avalia cerca de 30 itens que podem influenciar a saúde das pessoas em casas ou ambientes de trabalho. Como exemplo ela citou que há alguns tipos de granito que podem emitir radiação e causar adoecimento. Ela recomendou, ainda, que se evite dormir com o celular por perto e que ele seja atendido pelo viva voz ou com o uso de um fone de ouvido. 

“Você pode evitar uma série de doenças – respiratórias, insônia, envelhecimento precoce e até câncer – tomando alguns cuidados, que podem incluir detalhes como a adoção de uma iluminação adequada”, ensinou a arquiteta. 

Por fim, a grande evolução do concreto nos últimos anos foi o tema da palestra de Roney Missiagia da Silva, da empresa Cimentare Consultoria Técnica e Gerencial. Ele pontuou principalmente as vantagens do microconcreto, usado em decoração e revestimento, para o qual ele vê emprego potencial forte na construção civil. “São materiais com altíssima resistência e baixa porosidade, ideais para projetos específicos, já muito usados ao redor do mundo”, afirmou. 

Votar: