Notícias

Home / Notícias / CBIC realiza painel sobre cenário político no Construa Minas

CBIC realiza painel sobre cenário político no Construa Minas

O painel “Cenário Político”, realizado nesta sexta-feira, às 17h, no Sebrae-MG, marcou o encerramento da primeira edição do Construa Minas, evento realizado pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado de Minas Gerais (Sinduscon-MG) e pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), com apoio do Sebrae, ao longo de toda esta semana, em quatro espaços de Belo Horizonte.

O encontro reuniu o cientista político Leonardo Barreto, o diretor do Instituto Paraná Pesquisas, Murilo Hidalgo, e o jornalista Marcone Gonçalves – os dois últimos com participação remota. O mediador foi José Carlos Martins, presidente da CBIC.

Os participantes foram unânimes em dizer que a eleição de 30 de outubro, disputada entre o presidente Jair Bolsonaro e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, está muito acirrada e será bastante apertada. Murilo Hidalgo iniciou sua fala brincando, ao dizer: “As eleições já estão decididas, a gente só não sabe ainda quem ganhou”.

Para ele, o equilíbrio está dando o tom desta última semana antes da votação. “O equilíbrio está muito grande e nossa última pesquisa, divulgada na quarta-feira, apontou uma vantagem de Lula de 2,6%. O número de abstenções e de votos indefinidos estão girando em torno de 6% e aí é que a disputa pode ser decidida”, afirma Hidalgo, que já tem pesquisa contratada para divulgar na próxima quinta-feira.

O cientista político Leonardo Barreto fez um levantamento baseado nas últimas pesquisas, dividido por regiões, e aponta um favoritismo de Lula ainda menor, em torno de 1%. Por isso, ele também acredita que o número de abstenções pode ser decisivo e vai depender da mobilização dos partidários para decidir o pleito. “Quem mobilizar mais seus eleitores e comparecer mais, diminuindo a abstenção em seu lado, vai vencer”.

Questionado sobre se a polarização extrema dessa eleição pode criar um clima de contestação e confusão generalizada após a apuração, o jornalista Marcone Gonçalves diz não acreditar nesse cenário. “O primeiro turno transcorreu em clima de normalidade e as instituições estão bastante sólidas, por isso não creio em badernas. A contestação vai ficar só no gogó e nas redes sociais, pois a vida real vai se impor”.

O Construa Minas, que ocorreu do dia 17 a 21 de outubro e contou com mais de 30 eventos da cadeia produtiva da construção civil e do mercado imobiliário, tem patrocínio (Diamante) da PAD, Fassa Bortolo (Patrocínio Ouro), Sicoob Imob.vc (Patrocínio Prata), Ferreira, Pinto, Cordeiro, Santos & Maia Advogados e Sienge CV (Patrocínio Bronze). E apoio institucional do Crea-MG, Fundação Dom Cabral, CMI/Secovi MG, Secovi SP, Prefeitura de Belo Horizonte e Governo de Minas.

Votar: