Notícias

Home / Notícias / Carolina Caribé, da IP, afirma em palestra do Construa Minas que análise de VGV é essencial antes de assumir empreendimentos

Carolina Caribé, da IP, afirma em palestra do Construa Minas que análise de VGV é essencial antes de assumir empreendimentos

Como encontrar uma área e desenvolver um produto rentável foi o tema da palestra de Carolina Caribé, CEO e fundadora da IP – Incorporação na Prática – Negócios Imobiliários, no Inside Imob. Direta, disse que o objetivo dela é ajudar as pessoas a ganhar dinheiro no segmento.

Formada em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de Brasília, com passagem por grandes empresas, Carol tem no currículo 85 torres construídas, um VGV de R$ 2,2 bi, treinamento e formação de mais de 3 mil pessoas + 370 horas de consultoria.

“Incorporação imobiliária é vender a ideia antes mesmo de comprar o terreno, antes de colocar o tijolo. Essa técnica exige método, e te permite empreender milhões ou bilhões”, vendeu a incorporadora.

Carolina destacou a importância do planejamento estratégico, do conhecimento e inteligência de mercado, o desenvolvimento de mix de produtos, estudo de massa de quadro de áreas, business plan para investidores entre outros.

E acrescentou: “para desenvolver um empreendimento eu tenho que ter em mente que eu não sei nada. É outro terreno, outra proposta, um outro público”, deu a dica.

O VGV (Valor Geral de Vendas) é um valor calculado pela soma do valor potencial de venda de todas as unidades de um empreendimento a ser lançado. O VGV auxilia na definição do orçamento da obra, das verbas administrativas da incorporadora, no desempenho da empresa no mercado.

Carolina não levanta da cama para assumir um empreendimento sem saber qual o VGV possível. “Se eu investir num VGV de R$ 10 bi, e descobrir que precisava de um de R$ 20 bi, meu gasto aumenta, porque vou ter que contratar mais pessoas. Não existe comprar terreno; existe comprar um VGV. Tenho que analisar pra saber se eu ‘go ou ‘no go’”.  

Metodologia

Carolina falou sobre o fluxo da incorporação – o passo a passo para fazer negócios maiores, melhores, fazendo cada coisa em seu momento. “Se defino bem o que quero, o VGV, o perfil, o terreno vem para mim fragmentado”.

Outro ponto destacado pela arquiteta é o poder do networking. “É possível fazer parceria com qualquer pessoa (arquiteto, advogado, loja de materiais de construção). E só vou comprar o terreno – e em permuta – depois de ter certeza que o castelo vai ficar de pé. Fechando o negócio, vou fazendo a obra, à medida que for vendendo as unidades”, ensinou Carolina.

Leitura de mercado

Sobre o cenário político, a CEO pensa que cada um pode ter seu lado, mas avalia que, independentemente do resultado das urnas, o segmento imobiliário não para.

“Tem como a gente sentir, ler o mercado e entender se o momento é de lançar ou não. O fluxo de caixa define se é preciso atrair investidores… Em 2021, em plena pandemia (Covid-19), houve um aumento de 135% em lançamentos imobiliários – o melhor resultado de vendas desde 2014, quando o levantamento começou a ser feito”, finalizou Caribé.

O Inside Imob integrou a programação do Construa Minas, realizado pelo Sinduscon-MG e CBIC, com apoio do Sebrae, e que tem patrocínio (Diamante) da PAD, Fassa Bortolo (Patrocínio Ouro), Sicoob Imob.vc (Patrocínio Prata), Ferreira, Pinto, Cordeiro, Santos & Maia Advogados e Sienge CV (Patrocínio Bronze). E apoio institucional do Crea-MG, Fundação Dom Cabral, CMI/Secovi MG, Secovi SP, Prefeitura de Belo Horizonte e Governo de Minas.

Gustavo Lameira – Agência Interface

Votar: