Sexta-feira, 24 de Setembro de 2021 Sinduscon MG
ÁREA DO ASSOCIADO | Sair
29/05/2014

Incertezas econômicas reduzem a confiança dos empresários da Construção

O Índice de Confiança do Empresário da Indústria da Construção de Minas Gerais (Iceicon-MG) registrou 42,3 pontos em maio, apontando uma falta de confiança do setor, já que fechou abaixo da linha divisória dos 50 pontos. Esse indicador é o menor já registrado na série histórica iniciada em fevereiro de 2010.

As condições atuais de negócio confirmam o descontentamento dos empresários mineiros, cujo indicador geral registrou 39,1 pontos. Esse índice foi influenciado pela insatisfação em relação às condições atuais de negócio no Brasil (33,2 pontos), no Estado (35,6 pontos) e na própria empresa (41,4 pontos).

Para os próximos seis meses, o empresariado se mostra pessimista, pois a pesquisa apresentou 43,9 pontos no índice geral de expectativas. O resultado negativo foi justificado pelas perspectivas em relação ao desempenho da economia brasileira (35,8 pontos), de Minas (37,2 pontos) e da própria empresa (47,2 pontos), todas abaixo da linha dos 50 pontos.

Para o economista e coordenador sindical do Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado de Minas Gerais (Sinduscon-MG), Daniel Furletti, a inflação resistente, os juros altos e o baixo crescimento econômico proporcionaram um cenário de cautela.  

Sondagem da Indústria da Construção

De acordo com a Sondagem da Indústria da Construção de Minas Gerais, em abril, o nível de atividade em relação ao o que é considerado usual para o mês ficou em 39,5 pontos e o nível de atividade em relação ao mês anterior ficou em 41 pontos. Já o emprego registrou 47,6 pontos. Todos esses indicadores ficaram abaixo da linha dos 50 pontos, o que aponta para um recuo da atividade no setor. 

As expectativas para os próximos seis meses em relação ao nível de atividade apresentou índice de 49,3 pontos em maio. As perspectivas são de redução no número de novos empreendimentos, cujo indicador ficou em 46,3 pontos, refletindo na compra de matérias-primas e contratações, que registraram 49,3 pontos e 49,6 pontos, respectivamente.

A pesquisa

 

A Sondagem da Indústria da Construção de Minas Gerais e o Índice de Confiança do Empresário da Indústria da Construção de Minas Gerais são elaborados pela Gerência de Estudos Econômicos da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) em conjunto com a Confederação Nacional das Indústrias (CNI) e tem como parceiro o Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado de Minas Gerais (Sinduscon-MG). Os dados foram coletados entre os dias 5 e 14 de maio junto a 39 empresas mineiras.

Caso seja associado ao Sinduscon-MG, clique aqui e tenha acesso à integra da pesquisa.


Assessoria de Comunicação do Sinduscon-MG
Jornalistas: Néllie Branco e Bruno Carvalho
Contatos: (31) 3253-2684 ou (31) 3253-2681