Notícias

Home / Notícias / Construtoras priorizam projetos em Nova Lima

Construtoras priorizam projetos em Nova Lima

Ausência de áreas disponíveis na Capital muda o foco das empresas. A falta de áreas disponíveis para empreendimentos imobiliários na capital mineira está levando as construtoras a direcionarem seus negócios para Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). As vias de acesso ao município já passam por obras viárias. E a construção de uma nova trincheira e duas alças de acesso viário por cima da MG-356, na altura do BH Shopping, orçadas em R$ 40 milhões, é uma proposta para melhorar o fluxo de veículos na região. A informação é do prefeito de Nova Lima, Carlos Roberto Rodrigues. “O projeto já está aprovado pela BHTrans e pelo Dnit, só falta a aprovação da Assembléia Legislativa”, explicou. A obra está prevista dentro da Estação Ecológica do Cercadinho, o que impede qualquer construção sem autorização da Prefeitura de Belo Horizonte e do governo de Minas Gerais. Outra intervenção é a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) do Jardim Canadá. O presidente da Associação dos Empreendedores dos bairros Vila da Serra e Vale do Sereno, composta por 23 construtoras, Luiz Hélio Lodi, disse que o projeto deve solucionar de vez o acesso à região. Ele informou que outras ações estão sendo desenvolvidas para estimular o desenvolvimento dos bairros. Lodi disse que a Alameda da Serra, principal avenida do bairro Vila da Serra, receberá investimentos de R$ 3 milhões para alargar as pistas, aumentar o número de vagas de estacionamento, padronizar os passeios e melhorar a sinalização. “Em uma parceria da associação com a prefeitura, com os custos divididos, as obras devem ser iniciadas no começo de 2009”, revelou. O presidente da associação disse que as ações de revitalização têm como objetivo criar uma estrutura adequada à expansão imobiliária e promover o crescimento ordenado e orientado. Além dos empreendimentos residenciais instalados em grandes áreas, o bairro Vila da Serra tem em processo de lançamento sete empreendimentos comerciais, orçados em cerca de R$ 500 milhões. A expectativa da associação é que o bairro se transforme em um pólo comercial, com geração de cerca de 17 mil postos de trabalho. Além do projeto de melhoria do acesso à cidade, que ainda depende de aprovação, outras obras, já em andamento, devem contribuir para a melhoria do tráfego de veículos. As obras viárias do complexo que ligará Nova Lima ao bairro Jardim Canadá, na rodovia BR-040, conhecido como Via Estruturante Rio de Peixes, estão na primeira fase de implantação, segundo informações da Construtora Cowan, responsável pela construção. Os serviços estariam na primeira etapa e durarão 730 dias. O empreendimento de cerca de 40 quilômetros de extensão está orçado em R$ 104,9 milhões. O empreendimento é considerado por representantes da administração municipal de Nova Lima um importante meio de integração que atrairá investimentos para a cidade e facilitará o escoamento de produtos e o turismo, uma vez que conectará a localidade ao circuito da Estrada Real. ALINE LUZ

Votar: