Notícias

Home / Notícias / Construção puxa vagas em MG

Construção puxa vagas em MG

Cássia Eponine* Repórter O aumento do emprego com carteira assinada bateu novos recordes em setembro. Foram geradas no país 282.841 vagas no mês passado, o melhor resultado para meses de setembro desde o início da série histórica, em 1992. Em Minas, a abertura de 12.040 postos de trabalho também foi recorde para o mês. No país, houve um crescimento de 0,92% sobre o estoque geral de empregos. No estado, a expansão foi de 0,35%. Em Minas, a construção civil foi o maior destaque de setembro, com a abertura de 5.921 vagas, uma expansão de 2,15%. O pior desempenho foi o da agropecuária, com a redução de 26.109 postos no estoque geral de empregos, uma retração de 6,96%. O estado foi um dos afetados pela entressafra na região Centro-Sul. De janeiro a setembro, o saldo entre contratações e demissões no país ficou positivo em 2,086 milhões de postos, o que ultrapassa a meta de 2 milhões para o ano, estabelecida pelo Governo. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados ontem. Diante do resultado, o ministro do Trabalho, Carlos Lupi, refez a meta e previu que 2008 vai fechar com entre 2,100 milhões e 2,150 milhões de novos postos de trabalho. “Para incômodo dos economistas, nossos dados estão cada vez mais positivos”, alfinetou o ministro, acrescentando que há muita especulação no mercado financeiro, mas que a economia brasileira é sólida. Apesar disso, ele disse acreditar que a crise vai ter um pequeno impacto na agricultura devido às exportações, uma vez que o setor está enfrentando dificuldades de acesso ao crédito. Com 689.949 postos, o setor de serviços puxou as contratações de janeiro a setembro. Em seguida, aparecem a indústria da transformação (523.974), construção civil (300.882) e comércio (264.834). Entre as regiões, o maior gerador de empregos foi o Sudeste, com 1,26 milhão de novos postos no período, com destaque para São Paulo, com 344.531 vagas. Depois vêm Minas Gerais (282.143) e Rio de Janeiro (142.151). (Com agências)

Votar: